i.1.yves-behar-design-opener

Yves Béhar, fundador da Fuseproject, fotografado pela equipe do vanityfair.com, em São Francisco.

Yves Béhar nasceu na Suíça e desde pequeno se acostumou a desafiar a normalidade e a previsibilidade de fatos e situações “Eu sou um pouco contraditório”, diz ele, “E é difícil ser contraditório em um país que não muda.”.

Ele trabalhou em várias empresas de design o que lhe proporcionou uma vasta experiência com clientes do ramo de tecnologia. Ao longo do tempo ele percebeu, por exemplo, que os investidores queriam saber exatamente quanto teriam de retorno financeiro em seus projetos. Essa é uma mensuração quase impossível, quando o design é feito apenas com foco na decoração. Foi aí que Yves começou a investir no aspecto paralelo, que ninguém investia.

Hoje, Béhar é reconhecido principalmente pela facilidade em transformar a tecnologia em objetos meticulosamente trabalhados e é considerado um dos designers que mais se destaca no setor tecnológico, ao longo das duas últimas décadas.

yves-behar-design-silicon-valley.sl.3.yves-behar-design-ss01

Esboços da pulseira Up, que dá dicas de como levar uma vida mais saudável

Sempre buscando uma direção diferente da habitual e privilegiando curvas e outros traçados, ele definiu um estilo de design peculiar, que remete, de maneira subliminar, à paisagem natural da Califórnia – tanto as suas colinas suaves quanto as suas costas perigosamente afiadas.

Sua reputação foi formada graças a projetos como o laptop da One Laptop per Child, o fone de ouvido sem fio da Jawbone e a pulseira Up fitness bandque é usada para medir o desempenho do corpo e dar dicas de como levar uma vida mais saudável.

01

“É da natureza humana buscar uma vida sem molduras. As pessoas querem ir além das expectativas. E elas querem o mesmo espírito sem fronteiras nos objetos que usam”, comenta Yves Béhar, designer da nova linha de cadeira SAYL da Herman Miller.

Sua constante necessidade de se reinventar o fez fundar, em 1999, a Fuseproject – empresa de design em São Francisco. Foi depois disso que ele desenvolveu o design de uma cadeira de escritório elegante e onipresente para a Herman Miller: a SAYL Chair que se destaca não só por seu projeto inovador – o encosto da cadeira, por exemplo, foi inspirado nos princípios arquitetônicos de pontes suspensas – mas por sua grande característica sustentável que faz com que a cadeira seja 93% reciclável.

A última criação de Yves recebeu o nome de “August”. Trata-se de um sistema de segurança para o lar, que vai substituir parafusos e peças ‘mortas’ da fechadura e fará com que a porta se abra através de um simples comando do celular, por meio de um aplicativo específico. Isso vai mudar a forma com as pessoas lidam com a segurança de casa desde a invenção da fechadura tradicional, na antiga Mesopotâmia.

Atualmente, em suas obras, Béhar prioriza acima de tudo a adoção acelerada de novas ideias. Para Nicholas Negroponte, fundador do Media Lab do MIT e parceiro de Béhar no projeto One Laptop per Child, “As grandes ideias estão ocultas de nossa visão periférica e só podem ser alcançada por profissionais que sabem dar grandes saltos através de pensamentos audaciosos. Yves Béhar sabe exatamente como fazer isso”, diz.

Post adaptado do artigo “Surfing the Next Wave“, do site  http://www.vanityfair.com